Os valores corretos que um cristão deve preservar, segundo a Bíblia

Nós vivemos um tempo difícil, onde os valores estão sendo invertidos e a sociedade enfrenta uma grande crise ética, moral e espiritual.

Escândalos de corrupção e guerra por poder tem marcado este período conturbado.

Somado a isso, temos ainda um confronto ideológico que desafia nossa cultura e busca desconstruir aquilo que é defendido pela Bíblia Sagrada, que é a inerrante Palavra de Deus, bússola para nossa fé.

Muitas pessoas acabam sendo influenciadas por certas ideologias, levando a apostasia e a confusão sobre o que a Bíblia Sagrada ensina quanto aos valores corretos que um cristão deve preservar.

Entre aquilo que a Palavra nos adverte, nós temos a ordem para a santidade.

“Porquanto, está escrito: Sede santos, porque Eu Sou santo!” (1 Pedro 1.

16).

Essa ordenança fala, de modo geral, sobre tudo o que Deus considera ético, moral e correto.

Através do Santo Livro podemos encontrar as instruções para que tenhamos condições de viver de maneira correta.

O salmista disse: “A Tua Palavra é lâmpada para guiar os meus passos, é luz que ilumina o meu caminho” (Salmos 119.

105 – grifo do autor).

A Bíblia instrui, por exemplo, sobre valores de honestidade.

Ela instrui contra a corrupção, em Êxodo 23.

8, que diz: “Também suborno não aceitarás, pois o suborno cega os que têm vista, e perverte as palavras dos justos”.

Esse, aliás, é um tema que devemos ter muita atenção, pois como disse Jonathan Blanchard: “Para o cristão, a honestidade não é a melhor política – é a única”.

Também encontramos instruções sobre a Justiça, inclusive com alertas sobre como os juízes deveriam proceder.

Com valores claros a respeito de como o Judiciário deveria agir para que a “reta justiça” fosse exercida.

Em Deuteronômio 16.

19 e 20, podemos ler: “Não torcerás a justiça, nem farás acepção de pessoas.

Não tomarás subornos, pois o suborno cega os olhos dos sábios, e perverte as palavras dos justos.

Segue a justiça, e só a justiça, para que vivas e possuas a terra que o Senhor teu Deus te dá”.

Também está escrito: “Não farás injustiça no juízo; não favorecerás ao pobre, nem serás complacente com o poderoso, mas com justiça julgarás o teu próximo” (Levítico 19.

15).

Há ainda instruções aos legisladores, quando afirma que eles sofrerão consequências por declararem “leis injustas” privando o direito dos aflitos ao escreverem perversidades (Isaías 10.

1-4).

A Palavra traz ainda outros valores éticos, quando instrui sobre lealdade, honra, respeito, solidariedade, entre muitos outros que podemos encontrar.

Veja o que diz este trecho da Bíblia: “O que oprime ao pobre para aumentar o seu lucro, ou o que dá ao rico, certamente empobrecerá.

” (Provérbios 22.

16).

Portanto, o verdadeiro cristão deve observar os valores defendidos nas Escrituras.

Devemos viver de maneira correta e buscar agir conforme aquilo que o Senhor espera de nós.

E jamais esqueça: “Um simples cristão com a Bíblia na mão pode dizer que a maioria está errada” (Francis Schaeffer).

Categoria:Opinião